Sua alimentação está prejudicando sua pele

Sua alimentação está prejudicando sua pele

21 de julho de 2021

Um estudo recente demonstrou que a alimentação rica em açúcar e gordura desequilibra a microbiota e influencia diretamente em casos de inflamações dermatológicas (em especial a psoríase) e articulares.

Psoríase

A psoríase é uma doença crônica autoimune que afeta consideravelmente a qualidade de vida das pessoas acometidas. Diversos estudos têm demonstrado correlação entre dieta e gravidade dos casos da doença, com agravamento associado à alta ingestão de açúcar e ácidos graxos saturados. Os mecanismos envolvidos nessa associação ainda não são claros, mas acredita-se que tem alguma relação com alterações na microbiota intestinal. A microbiota intestinal refere-se aos microrganismos que habitam o intestino, com trilhões de bactérias que possuem funções homeostáticas em nosso organismo. Fatores externos, como a dieta, podem perturbar a microbiota, levando ao crescimento exacerbado de microrganismos patobiontes. Eles são inofensivos e importantes para a saúde geral dos organismos, mas quando em desequilíbrio, podem favorecer e induzir processo inflamatórios.

Microbiota X Psoríase

Shi e demais pesquisadores reportaram ao Journal of Investigative Dermatology os resultados obtidos da avaliação do impacto da dieta ocidental em lesões de pele (psoríase) e articulares em camundongos com modelo animal de inflamação induzida. O grupo submetido à dieta ocidental, durante apenas 10 semanas, desenvolveu alterações cutâneas com eritema e descamação, notavelmente mais leves no grupo submetido à dieta balanceada. Ainda, o mesmo grupo apresentou maior teor de mediadores inflamatórios sistêmicos e maior predisposição de desenvolvimento de inflamações articulares.

Sabe-se que o consumo excessivo de gorduras e açúcares afeta negativamente a microbiota e os próprios autores comentam outros estudos que relataram diferenças na microbiota de pacientes com e sem psoríase.

Assim, a relação com a microbiota intestinal também foi investigada e uma maior diversidade de microrganismos foi encontrada no grupo de animais tratados com a dieta balanceada. A diversidade pode ser menor no grupo tratado com a dieta ocidental, mas o tratamento desses animais com antibióticos, reduziu o número de bactérias e melhorou o quadro inflamatório desse grupo, o que reforça ainda mais a relação da psoríase com o equilíbrio da microbiota. Outra evidência relevante foi a de que a mudança da dieta ocidental para uma dieta balanceada também melhorou as características inflamatórias da pele dos animais.

Portanto, os dados obtidos sugerem que a alteração na composição da microbiota leva à disbiose (desequilíbrio na microbiota) e que está relacionada com o agravamento de psoríase e inflamação articular. Podemos, ainda, extrapolar essa conclusão e sugerir que uma dieta balanceada pode beneficiar o quadro clínico em outras doenças inflamatórias de pele, como a acne.

Ref. Short-Term Western Diet Intake Promotes IL-23‒Mediated Skin and Joint Inflammation Accompanied by Changes to the Gut Microbiota in Mice. Journal of Investigative Dermatology, 2021.

Jaqueline Carneiro
Jaqueline Carneiro
PhD | Cientista

Farmacêutica, pesquisadora, professora, e co-fundadora do Rigor Científico, encontrou na ciência um lugar no qual aplicar a determinação aprendida com os esportes. A beleza e a complexidade da Química Medicinal a fizeram seguir por esse caminho, que a levou até laboratórios de pesquisa e outros lugares do mundo. Ser professora era visto como um efeito colateral, até pisar numa sala de aula. Naquele instante, mais madura pessoalmente e profissionalmente, percebeu possibilidades de impactar vidas diretamente. Hoje sonha alto e quer trazer mais pessoas para o seu mundo de ciência.