Novo tratamento para obesidade crônica

Novo tratamento para obesidade crônica

29 de junho de 2021

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a obesidade é um dos principais problemas de saúde pública a nível mundial. Estima-se que até 2025 mais de 700 milhões de pessoas estejam obesas. A ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica) reporta que houve um aumento de 67,8% de indivíduos obesos nos últimos 13 anos, sendo a maior taxa de crescimento entre adultos de 25 a 34 anos. A obesidade aumenta consideravelmente o risco para o desenvolvimento de problemas de saúde mais graves, como diabetes e problemas cardiovasculares.

Existem poucos medicamentos considerados eficientes e seguros para o tratamento da obesidade e o tratamento chamado "padrão ouro" continua sendo a cirurgia bariátrica associada com mudanças no estilo de vida. Por isso, uma notícia do início de junho agitou a comunidade médica e científica.

Novo tratamento para obesidade

O órgão regulador americano FDA (Food and Drug Administration) aprovou o uso de uma nova substância para o tratamento da obesidade crônica: a semaglutida. A aprovação fundamentou-se na publicação da fase 3 do estudo clínico com o fármaco, no Journal of the American Medical Association, em março.

O estudo estudo clínico randomizado envolveu 803 indivíduos, de 10 diferentes países, que foram divididos em grupo placebo (268) e grupo tratamento (535). Ambos os grupos foram submetidos a intervenções de mudança de estilo de vida e o grupo tratamento recebeu injeções subcutâneas semanais de semaglutida (2,4mg), durante 48 semanas. A semaglutida é um agonista de receptores GLP-1 (peptídeo semelhante a glucagon 1), ou seja, mimetiza a ação do GLP-1, um hormônio intestinal que aumenta a secreção de insulina e ajuda a regular o apetite.

Imagem: Jennifer Abbasi. Semaglutide’s Success Could Usher in a “New Dawn” for Obesity Treatment. JAMA Published online June 23, 2021.

O grupo de tratamento teve uma perda média de peso de 7,9%, enquanto o grupo placebo teve aumento de 6,9% no peso médio dos indivíduos do grupo, resultando numa diferença de 14,8 pontos percentuais. Alguns efeitos adversos foram observados e reportados no estudo, na sua maioria sintomas gastrointestinais.

Portanto, o FDA aprovou o uso das injeções de semaglutida (2,4 mg, uma vez na semana) para controle de obesidade crônica, em adultos com obesidade ou acima do peso e que tenham ao menos uma outra condição de saúde relacionada ao peso, como pressão alta ou diabetes (sem deixar de lado, é claro, restrição calórica na dieta e atividade física).

Esse resultado, juntamente com a aprovação pelo FDA, é extremamente relevante e torna a semaglutida o fármaco mais potente para o tratamento de obesidade crônica já conhecido.



Referências

Effect of Continued Weekly Subcutaneous Semaglutide vs Placebo on Weight Loss Maintenance in Adults With Overweight or Obesity; doi:10.1001/jama.2021.3224

Progress in Pharmacotherapy for Obesity; doi:10.1001/jama.2021.9486

Jaqueline Carneiro
Jaqueline Carneiro
PhD | Cientista

Farmacêutica, pesquisadora, professora, e co-fundadora do Rigor Científico, encontrou na ciência um lugar no qual aplicar a determinação aprendida com os esportes. A beleza e a complexidade da Química Medicinal a fizeram seguir por esse caminho, que a levou até laboratórios de pesquisa e outros lugares do mundo. Ser professora era visto como um efeito colateral, até pisar numa sala de aula. Naquele instante, mais madura pessoalmente e profissionalmente, percebeu possibilidades de impactar vidas diretamente. Hoje sonha alto e quer trazer mais pessoas para o seu mundo de ciência.