Monitoria Acadêmica

Monitoria Acadêmica

21 de maio de 2021

Muitos passam pelo ensino superior preocupados apenas em cumprir disciplinas e créditos, em chegar sem maiores problemas até o diploma. Outros, porém, exploram a experiência da graduação para além de provas e trabalhos, aproveitando ao máximo as oportunidades de formação e crescimento profissional que a universidade oferece.

Ensino, pesquisa e extensão são as bases do ensino superior. Em cada um desses pilares há inúmeras possibilidades a serem exploradas, como os projetos extensionistas e iniciação científica. E quanto ao ensino? Restringe-se a frequentar a sala de aula? Não, claro que não.

A monitoria acadêmica é a atividade que inclui o estudante de graduação em atividades de ensino. Tem por objetivo despertar o interesse do aluno pela docência, ao realizar atividades didáticas, de planejamento e organização de disciplinas do curso, sob orientação de um professor. Assim, o graduando consegue explorar mais essa possibilidade e desenvolver suas aptidões para o magistério.

Além do contato mais próximo com o professor e suas tarefas profissionais, o aluno também desenvolve habilidades de comunicação com seus pares e pensamento pedagógico crítico. É importante destacar que as atividades do monitor não envolvem substituir o professor em sala de aula! As principais tarefas do monitor são auxiliar no preparo de materiais didáticos, tirar dúvidas pontuais de alunos, desenvolver atividades complementares, organizar aulas práticas, entre outros. Tudo sob supervisão do professor orientador.

Se você está na graduação e tem interesse em participar de um programa de monitoria acadêmica, informe-se na sua instituição de ensino, pois cada uma tem editais e procedimentos específicos para a seleção de candidatos. Algumas instituições, inclusive, oferecem bolsa de auxílio mensal para os alunos selecionados.

Jaqueline Carneiro
Jaqueline Carneiro
PhD | Cientista

Farmacêutica, pesquisadora, professora, e co-fundadora do Rigor Científico, encontrou na ciência um lugar no qual aplicar a determinação aprendida com os esportes. A beleza e a complexidade da Química Medicinal a fizeram seguir por esse caminho, que a levou até laboratórios de pesquisa e outros lugares do mundo. Ser professora era visto como um efeito colateral, até pisar numa sala de aula. Naquele instante, mais madura pessoalmente e profissionalmente, percebeu possibilidades de impactar vidas diretamente. Hoje sonha alto e quer trazer mais pessoas para o seu mundo de ciência.